Nova York para pessoas com mobilidade reduzida

Os Estados Unidos são um dos países mais comprometidos com as pessoas com deficiência e Nova Yorque, como destino turístico de primeira linha, é uma cidade muito preparada para receber pessoas com mobilidade reduzida.

Compartilhamos as opiniões de um turista que testou como é viajar para Nova York com uma cadeira de rodas.

Chegada a Nova York

  • Os aeroportos contam com pessoas que te assistem e te acompanham até a saída. Te ajudarão em assuntos como pegar as malas ou passar pelo controle de segurança. 
  • Os aeroportos estão totalmente adaptados e contam com pontos de informação que te ajudarão no que você precisar. 
  • Os meios de transporte do aeroporto até o centro de Nova York estão totalmente adaptados. 

Transporte da cidade

  • O metrô é bastante antigo e não está bem preparado. São poucas as estações que estão convenientemente adaptadas (cerca de 20%). 
  • Os ônibus têm rampa para cadeira de rodas. 
  • Em Nova Iorque, há muitos táxis com rampa traseira e se você pedir um táxi por telefone ou solicitá-lo no hotel, eles enviarão um táxi adaptado. 
  • Os ferrys à Estátua da Liberdade ou à Staten Island são adaptados, embora possivelmente você precise de ajuda para subir a rampa. Os barcos turísticos também cumprem as condições necessárias.
  • A imensa maioria das calçadas conta com rampas e ninguém estaciona nas esquinas. 
  • Se não te dá tempo de atravessar a rua, as pessoas respeitam perfeitamente. 

Visitando Nova York

E ao procurar hospedagem?

Cerca de 70% dos hotéis de Nova York estão adaptados para pessoas com deficiência. Na hora de procurar um hotel, não esqueça de clicar na opção “quartos para pessoas com deficiência”. 

Como vocês podem ver, ter a mobilidade reduzida não deveria ser um problema na hora de visitar Nova York.